BAIXE CONTEÚDOS E ACOMPANHE AS AULAS AQUI NO BLOG. FALTOU À AULA? NÃO PRECISA NEM PEDIR CADERNO EMPRESTADO!!!

20 abril 2011

ÚLTIMOS CONTEÚDOS DO PROFESSOR AFONSO

CONTEÚDO SISTEMAS DE INFORMAÇÕES.

DICAS DO PROFESSOR LARRI AULA DO DIA 14 ABR 11

Dicas do Larri

Conceitos básicos
 
O comercio internacional consiste no intercambio de bens, serviços e capitais entre os diferentes países.

Exportação - e a remessa de bens e serviços de um pais para outro e entrada de divisas.

Importação- entrada de bens e serviços em um pais, provenientes do exterior e saída de divisas.

Reexportação- entrada de mercadorias em um determinado pais, produzidas em outro, com a finalidade de serem, posteriormente, vendidas ao exterior, com ou sem transformação.

Reiportacao- retorno a um país de mercadorias de sua produção, anteriormente remetidas a um segundo pais, após maior ou menor grau ou transformação realizada por este ultimo.

Balança comercial- saldo entre exportações e importações.                     

Formula: balança comercial= exportação – importação
Se as exportações superarem as importações, temos uma balança comercial positiva, ou seja, um superávit comercial;
Se as importações superarem as exportações temos uma balança comercial, negativa, ou seja, um déficit comercial.
Se as importações são iguais as exportações temos uma balança comercial equilibrada.

Teoria econômica
                  Adam Smith-teoria das vantagens absolutas na produção de um bem, quando seu custo de produção tivesse abaixo do custo médio internacional. Assim valeria a pena exportar aquele produto e importar outros onde não houvesse esta vantagem.

David Ricardo- teoria das vantagens comparativas “uma nação poderia especializar-se na produção dos bens em que a desvantagem absoluta fosse menor. Em outras palavras, em que houvesse vantagem comparativa”.

Michael Porter teoria das vantagens competitivas
No mundo atual- quem compete são as empresas e não as nações, que por sua vez podem criar condições favoráveis ao desenvolvimento de vantagens competitivas.

Liberalismo- (livre cambismo) ao estado cabe apenas a manutenção da lei e da ordem. Ele não se mete com economia nem com comercio.

Protecionismo- o estado tem função ativa no comercio, promovendo barreiras as importações. (obstáculo ao livre comercio)

Linha do tempo

A)    Década de 1930- protencinista por causa do crash.
B)    1947- 1970- período em que o liberalismo voltou a toda.
C)    1970- 1994 o protecionismo aumenta e assume a feição não tarifaria, que perdura ate hoje;
D)    A partir de 1995- o mundo retoma o caminho do liberalismo com a criação da OMC (organização mundial do comercio)

Globalização
Três fatores que contribuíram para a aceleração do comercio internacional:
1) evolução tecnológica;
2) atividade de serviços: comercio eletrônico, por exemplo...
3) aumento das empresas transacionais exemplo Mac Donald, IBM, Microsoft.

Definições de blocos comerciais
São reuniões de países que tem como objetivo a integração econômica e social.
Esses blocos marcam a chamada nova ordem mundial na qual a antiga bipolaridade entre países aliados a união soviética (socialista) e aos EUA (capitalistas) sede de um lugar a nultipolarizacao.
Divisao do poder entre alguns mega blocos econômicos. Principais blocos: ALCA, Apec, MERCOSUL, nafta, união européia.

Porque estudar mercado internacional?
Porque economia tem-se tornado mais globalizada;
Crescimento nas transações comerciais entre países;
Conseqüente crescimento. Nas operações

O que e mercado internacional? Relações entre os países.

Mercado de divisas?  E o mercado no qual se compram e vendem moedas dos diferentes países.

O que e taxa de cambio? Converter moeda.
E um dos principais determinantes do comercio entre os países a diferença entre o comercio domestico e o comercio internacional e o fato que domesticamente nacionalmente o comercio e feito com a mesma moeda e internacionalmente todos os pais tem sua moeda própria. E o preço de uma moeda expressa em outra.
                 
Globalização?  Interdependência entre os países.


Entrada de bens e serviços e saída de moeda
Exportação- saída de bens e serviços

Porque os países têm mantido relações comercias? Porque cada pais tem fatores de produção e capacidades de tecnológicas diferentes.
O que e significa livre cambismo e protencionismo?
 Livre cambismo- o estado não interfere.
Protecionismo- o estado tem função ativa no comercio, promovendo barreiras as importações. (obstáculo ao livre comercio)

28 março 2011

GESTÃO DE NEGÓCIOS INTERNACIONAIS - 28MAR11

PEQUENA REVISÃO (10 MINUTOS)


1)      O que são relações internacionais?
a)      Relação que se desenvolvem entre as nações.
2)      Diferencie política internacional de relações internacionais.
a)      A política é o campo do conhecimento que procura compreender o fenômeno do poder e as relações internacionais são a esfera da realidade em que se manifestam relações de poder, basicamente entre Estados.
3)      Quais são as concepções de relações internacionais e quem são as principais referências de cada escola.
a)      Escola clássica: o poder soberano é absoluto, isto é, não há bem nem mal no exercício do poder, sendo este pura e simplesmente a manifestação das razões de Estado. Para esse pensador, o homem vive em “estado de natureza”, ou seja, sua necessidade de possuir ou de defender sua propriedade leva a um estado de permanente beligerância.
b)      Escola marxista: a história das sociedades é determinada pelas relações sociais de produção que nelas se estabeleçam e que, no caso do capitalismo, caracterizam-se pelos antagonismos de classes (o controle da propriedade dos meios de produção determina as classes capitalista e trabalhadora assalariada).
c)       Escola Moderna: essa escola imagina que todas as coisas, assim como as pessoas, têm seu comportamento definido a partir de leis da natureza, constituindo organismos ou sistemas cujo funcionamento deve ser observado pela ciência.
4)      Relacione
a)      Concepção clássica                                                                       (b) economia
b)      Concepção marxista                                                                     (c) funcionalista
c)       Concepção moderna                                                                   (a) guerra
5)      Qual a função do FMI no pós guerra?
a)      se responsabilizaria pela gestão dos instrumentos financeiros que possibilitariam a realização dos objetivos pretendidos.
6)      Organismo criado com o objetivo específico de regular as transações comerciais internacionais?
a)      GAT
7)      Para Romert Triffin, o sistema de Bretton Woods continha um falha fatal, ou seja, sua dependência em relação do dólar para manter seu padrão ouro. Este episódio caracterizou o:
a)      Dilema de Triffin.

27 março 2011

TÓPICOS EMERGENTES DA ADMINISTRAÇÃO - 25MAR11

A AULA TEVE DUAS PARTES QUESTÕES

1)     Qual a relação da rentabilidade com o grau de risco de um investimento?
a)      Quanto maior a rentabilidade desejada maior o risco a correr.
2)     Do ponto de vista econômico, ao comprar um imóvel já existente caracteriza-se um investimento?
a)      Não, pois é apenas uma transferência de titularidade.
3)     Qual a principal finalidade da emissão dos títulos públicos?
a)      São títulos emitidos para atender as necessidades de caixa e aos desequilíbrios orçamentários dos governos no âmbito nacional,estadual e municipal, outra finalidade a ser considerada é o financiamento de obras públicas.
4)     Diferencie ações ordinárias de preferenciais.
a)      Ordinárias (ON): participação no resultado da empresa e direito a voto em assembléias gerais...
b)     Preferenciais (PN): garantem ao acionista a prioridade do recebimento de dividendos e no reembolso de capital no caso de dissolução da sociedade, não concedendo direito a voto
5)     O que são direitos de subscrição?
a)      É o direito de aquisição de novo lote de ações pelos acionistas — com preferência na subscrição — em quantidade proporcional às possuídas, em contrapartida à estratégia de aumento de capital da empresa.
6)     Quais são as principais atribuições da comissão de valores imobiliárias?
a)      CVM é uma autarquia especial vinculada ao Ministério da Fazenda, com a responsabilidade de disciplinar, fiscalizar e promover o mercado de valores mobiliários.
7)     Quais são os principais mercados disponíveis na Bovespa? Defina-os.
a)      Mercado a Vista: no qual a liq. Física ( entrega de títulos vendidos) se processa no 2º dia útil após a realização do negócio em bolsa e a liq. Financeira ( pag. e rec do valor ) se dá no 3º dia útil.. Tudo isso na CBLC.
b)     Mercado a Termo: Operações com prazos diferidos em geral 30 , 60, 90 dias . O contrato pode ainda ser liquidado antes do seu vencimento.
c)      Mercado de Opções:A opção proporciona ao investidor que o adquire mediante ao pagamento de um premio em dinheiro o direito de comprar ou vender um lote ações a outro investidor com preço e prazo preestabelecido contratualmente. O comprador da opção de compra até a data de vencimento poderá exercer comprando  ou revendendo a opção no mercado.
8)     De que forma se dá a liquidação física e financeira no mercado à vista da Bovespa?
a)      a liq. Física ( entrega de títulos vendidos) se processa no 2º dia útil após a realização do negócio em bolsa e a liq. Financeira ( pag. e rec do valor ) se dá no 3º dia útil.. Tudo isso na CBLC.
9)     Quais são  as principais características de um título?
a)      Renda: variável ou fixa;
b)     Prazo: variável ou fixo;
c)      Emissão: particular ou pública;
10) É possível um empresa optar por remunerar aos seus acionistas através de juros sobre o capital próprio?
a)      As empresas, na distribuição de resultados aos seus acionistas, podem optar por remunerá-los por meio do pagamento de juros sobre o capital próprio, em vez de distribuir dividendos, desde que sejam atendidas determinadas condições estabelecidas em regulamentação específica.
11) Ao abrir uma conta poupança em uma agencia bancária o que você espera obter?
a)      Pessoal
12) Defina quais são as principais instituições componentes do sistema financeiro nacional e suas respectivas funções.
a)      O Conselho Monetário Nacional - CMN, seu organismo maior, presidido pelo ministro da Fazenda, é quem define as diretrizes de atuação do sistema. Diretamente ligados a ele estão o Banco Central do Brasil, que atua como seu órgão executivo,e a Comissão de Valores Mobiliários - CVM, que responde pela regulamentação e fomento do mercado de valores mobiliários (de bolsa e de balcão).
13) O que são ações?
a)      Títulos renda variável emitidos por sociedades anônimas S.A que representam a menor fração do capital da empresa emitente.
14) O que é um clube de investimento?
a)      Instrumento de participação dos pequenos e médios investidores no mercado de ações, que pode ser administrado por uma sociedade corretora. A participação é feita pela aquisição de quotas iguais, representativas de uma parcela do patrimônio do clube e sua rentabilidade depende do desempenho dos títulos componentes de sua carteira. Máximo 150 integrantes.
15) É correto afirmar que as sociedades corretoras contribuem para um fundo de garantia? Caso a resposta seja afirmativa, com que finalidade.
a)      As cotas do Clube de Investimento - FGTS correspondem a frações ideais em que se divide o seu patrimônio,assumindo a forma escritural e assegurando a seus detentores direitos iguais.
16) Qual a diferença entre mercado primário e mercado secundário?
a)      Mercado Primário: compreende o lançamento de novas ações no mercado;
b)     Uma vez ocorrendo o lançamento inicial ao mercado as ações passam a ser negociadas no mercado Secundário, que compreende as bolsas de valores e os mercados de balcão ( mercados onde são negociadas ações e ativos de empresas de menor porte)
17) É importante ter uma carteira de investimento diverssificada porque...
a)      Reduz a exposição a riscos.
18) Quando as ações estão depositadas em custódia na CBLC, isto significa que...
a)      Não sei a resposta certa.
19) Uma opção de compra representa para o titular
a)      Não sei a resposta certa.
20) Defina bolsa de valores e sociedades corretoras.
a)      Bolsa de Valores: são locais que oferecem condições e sistemas necessários para a realização de negociação de compra e venda de títulos e valores mobiliários de forma transparente.
b)     Sociedades Corretoras: são instituições financeiras, devidamente credenciadas pelo Banco Central do Brasil , pela CVM e pelas próprias bolsas e estão habilitadas a negociar valores mobiliários em pregão.
21) Diferencie comercial papers (notas promissórias) de letras de cambio.
a)      Commercial Papers ( Promissórias) são títulos de emissão de S.A representativos de dívida de curto prazo. Mínimo 30 dias, máximo 360 dias.
b)     Letras de Cambio: Emitidas por sociedades de Crédito, para captação de  recursos para financiamento de compra de bens de consumo durável ou de capital de giro de empresas, tem prazo certo de vencimento
22) O que são Debêntures?
a)      São títulos emitidos por S.A representativos de parcela de empréstimo contraído pelo emitente com  o investidor, a médio ou longo prazo garantidos pelos ativos da empresa

E REPORTAGEM: MUITO ALÉM DO BALANÇO - CAPACIDADE DE INOVAÇÃO, FORÇA DA MARCA, COMPETÊNCIA DOS EXECUTIVOS. A PARTI DE SETEMBRO, O BNDS VAI AVALIAR TAMBÉM ATIVOS INTANGÍVEIS COMO ESSES ANTES DE LIBERAR EMPRÉSTIMOS PARA EMPRESAS BRASILEIRAS. (REVISTA EXAME 20 MAIO 2009)

24 março 2011

ADM E AVALIAÇÃO DE PROJETOS - 24MAR11

Estudo de Caso: uma organização sem fins lucrativos.

Quais foram as necessidades identificadas pela Diretoria?
- De modo geral as necessidades identificadas foram o aumento da demanda, tanto do banco de alimentos como da cozinha da sopa, tais fatores tornaram escassos os fundos . Outras ainda foram detectadas, como, por exemplo, falta de voluntários, espaço disponível no estoque e, ainda, uma geladeira.

Quais são os possíveis clientes do projeto?
- Os principais clientes potenciais do projeto desta  organização sem fins lucrativos é a comunidade abrangida pelos programas banco de alimentos e cozinha de sopa.

Qual o escopo do projeto?
- Pode-se perceber a arrecadação de fundos, recrutamento de voluntários, ampliação das instalações e compra de equipamentos

Qual o prazo do projeto?
- Dois meses.

Qual o custo do projeto?
- Não há definido o custo.

Como você faria para avaliar a satisfação do cliente?
- Aplicaria nos locais de distribuição de alimentos um formulário simples com perguntas.

Liste que atividades (ações) você identificou, no Estudo de Caso, as quais poderiam ser tomadas para atender as necessidades apontadas.
-Trabalhar com menos fundo e solicitar dinheiro para o governo.

Cite pelo menos 3 outras atividades (ações), não citadas no texto, que poderia ser tomadas pela diretoria para atender aquelas necessidades?
- Palestrar para concientização de voluntários, fazer ações entre amigos, quermerces.

Num determinado ponto do texto, Steve questiona a real necessidade de um projeto para sanar o problema. O que você acha? Esse problema tem características típicas de um projeto? Sim, não, porque?
- Para a necessidade de dois meses de forma emergencial pode ser realizado um projeto. Porém, para o restante do ano devem ser tomadas outras atitudes.

Os fatores críticos de sucesso estão claramente definidos nesse projeto? Quais são eles?
- Nem todos são claramente definidos, com exceção do prazo. São eles objetivo, prazo, orçamento e riscos.

ECONOMIA BRASILEIRA - 13MAR11

Capítulo 4.

Perguntas do capítulo 4.

Teste na aula do dia 30 MAR 10 com os conteúdos dos capítulos 1,2,3 e 4.

22 março 2011

ADM PRODUÇÃO E OPERAÇÕES - 22MAR11

1. Correção do Exercício

2. Custos Diretos, Custos Indiretos de Fabricação, Custos Fixos, Custos Variáveis, Custo Total = Custo Fixo + Custo Variável, Custo Misto, Despesas, Custo Unitário = Custo Total/Quantidade, Custo da Produção do Período = MD + MOD + CF, Custo Direto ou Custo Primário = MD +MOD, Custo de Transformação + MOD + CIF

3. Exercícios sobre este conteúdo.

POR FAVOR NÃO CONSIDEREM A CONTA DO PROFESSOR ANTÔNIO:

Valor de Aplicação: R$ 10.000,00
Rendimento da Poupança: 0,06% a.m
Quanto rende em um mês?

RESPOSTA DO PROFESSOR: R$ 60,00

21 março 2011

GESTÃO DE NEGÓCIOS INTERNACIONAIS - 21MAR11

Materiais da Aula de Gestão de Negócios Internacionais com Professor Larri


BAIXAR CONTEÚDO

Foi definido o seguinte quanto ao método de avaliação:

Participação/Assiduidade:  2
Trabalho: 3 (haverá mais de um trabalho)
Prova: 5

Primeiro trabalho: Ler a última folha do xerox entregue em aula e verificar onde os elementos (introdução, problemas, fundamentação, procedimentos metodológicos, delineamento e definição de termos, população e amostra, coleta e análise de dados) estão descritos no artigo disponível acima. Existem alguns elementos como Hipóteses, Cronograma, Orçamento e Anexos, podem não haver no artigo. Entregar na aula do dia 28 de Março de 2011.

17 março 2011

ADM E AVALIAÇÃO DE PROJETOS - 17MAR11

Debate sobre o caso ARCA DE NOÉ.

Conteúdo da Aula.

Sucesso x Stakeholders
São indivíduos e organizações envolvidos no projeto, ou que serão afetados positivamente ou negativamente pelo resultado final. Devem ser identificados e gerenciados, pois são peças chaves no projeto. Principais: o chefe, o patrocinador, organização, gerente do projeto, cliente e o time.

Sucesso do Projeto
Será um sucesso bem sucedido quando? ficar abaixo do orçamento previsto; terminar mais rápido; consumir menos pessoas; o cliente ser surpreendido pela qualidade do resultado do projeto.
Um projeto bem sucedido é aquele que é realizado conforme o planejado. Um projeto tem sucesso quando atinge ou supera as expectativas dos seus stakeholders.

Características Técnicas:
Ser concluído dentro do prazo previsto. Ser concluído dentro do orçamento previsto. Ter utilizado os recursos (materiais e pessoais) sem desperdício. Ter atingido a qualidade/performance desejada.

Características Organizacionais:
Ter sido concluído com o mínimo de alterações em seu escopo. Ter sido aceito sem restrições pelo cliente ou  contratante. Não tem modificado ou agredido a cultura da organização.

Principais Fatores Críticos do Insucesso
Objetivo, Prazo, Orçamento, Riscos.

Insucessos de um Projeto

Obstáculos Naturais: mudança na estrutura organizacional da empresa. Mudança de tecnologia. Evolução dos preços e prazos. Complexidade encontrada no projeto.

Falhas Gerenciais: as metas e os objetivos são mal estabelecidos ou não são compreedidos pelos escalões inferiores. O projeto inclui muitas atividades e pouco tempo para realizá-las. Estimativas financeiras pobres e incompletas. O projeto é baseado em dados insuficientes ou inadequados. O projeto não tem uma pessoa responsável.  O projeto foi baseado na experiência empírica. Não foi planejado tempo para planejamento e estimativas. Não se conheciam as necessidades de pessoal, equipamento e recursos. Não se conheciam os pontos chaves do projeto. Ninguém verificou se as pessoas envolvidas no projeto tinham os conhecimentos necessários para executar. Os padrões de trabalho não foram estabelecidos.

CAPÍTULO 3: CICLO DE VIDA

O ciclo de vida é a sequencia das fases que vão do começo ao início do projeto. As fases do ciclo de vida são específicas de cada tipo de projeto e variam de uma empresa para outra. São quatro as etapas principais do projeto.

Fase 1: Conceitual (Definição de Idéias)
Marca a germinação do projeto, do seu nascimento até a aprovação da proposta para sua execução.
- Identificação das necessidades e/ou oportunidades;
- Tradução das necessidades e/ou oportunidades em problemas;
- Diagnóstico de situação;
- Determinação dos objetivos e metas a serem alcançados;
- Análise do ambiente;
- Análise das potencialidades ou recursos disponíveis;
- Avaliação da viabilidade de atingimento dos objetivos;
- Estimativa dos recursos necessários;
- Elaboração da proposta do projeto;
- Apresentação da proposta e venda da idéia;
- Avaliação e seleção com base na proposta submetida;
- Decisão quanto à execução do projeto;

ECONOMIA BRASILEIRA - 16MAR11

Correção do exercícios do Capítulo 2.

Capítulo 3: Economia Cafeeira.

Exercícios.

(DAQUI A POUCO PUBLICO O RESUMO)

15 março 2011

ADM PRODUÇÃO E OPERAÇÕES - 15MAR11

Entrega do Trabalho 5S.

RESUMO DA AULA.

Gasto: é a aquisição de um bem ou de um serviço que vai originar um desembolso da empresa. Gasto se divide em: investimento, custo, despesas, perdas e desperdício.

Investimento: é todo o gasto ocorrido na aquisição de bens que serão estocado pela empresa até o momento da sua utilização, isto é, do seu consumo.

Custo: é todo gasto que representa a aquisição de um ou mais bens ou serviços usados na produção de outros bens e ou serviços. O custo somente ocorre na atividade produtiva.

Despesas: é um gasto que a empresa incorre para manter a sua estrutura organizacional e, também, visando à obtenção de receitas.

Perda: é todo o gasto no qual a empresa incorre quanto um certo bem ou serviço é consimido de maneira anormal às suas atividades, como inundações, incêndios, greves, etc.

Desperdício: é um gasto que a empresa apresenta pelo fato de não ocorrer o aproveitamento normal de todos os seus recursos.

EXERCÍCIOS E RESPOSTAS

2.3.1 A aquisição de matérias-primas e de componentes de favricação será considerada: b) Investimento;
2.3.2 É correto que custo pode ser definido como: c) Todos os gastos necessários à obtenção de um bem ou serviço.
2.3.3 Contém somente despesas: b) Remuneração do diretor de marketing, juros de financiamantos de matérias-primas e fretes de entrega de produtos acabados.
2.3.4 Em uma situação de produção ocorreu a quebra de uma máquina. Os gastos com os reparos atingem R$ 10.000,00. Assim pode-se dizer que: c) A empresa sofreu CUSTOS de R$ 10.000,00.
2.3.5 Uma determinada matéria-prima sofre, por sua natureza física, evaporação de 10% no seu volume. Assim, o valor correspondente ao volume evaporado deve ser considerado um: d) CUSTO.
2.3.6 Uma empresa se propõe a entregar seus produtos ao cliente. Com isto gasta 2% de suas vendas com o frete. Pode-se então dizer que o frete: c) É uma despesa.
2.3.7 Contém somente custos: c) Remuneração do apontador de produção e remuneração do encarregado de controle de qualidade.
2.3.8 NÃO ERA PRA FAZER.
2.3.9 NÃO ERA PRA FAZER
2.3.10 Referem-se somente a despesas derivadas diretamente de vendas: c) Comissões de vendedores, fretes de entregas de produtos acabados e bonificações. 

14 março 2011

GESTÃO DE NEGÓCIOS INTERNACIONAIS - 14MAR11

Professor Larri,

Ementa da Disciplina: Relações e Negócios Internacionais, Economia, Direito Internacional, Marketing Internacional, Comunicação, Cultura e Técnicas de Comunicação no Comércio Internacional.


Dinâmica em grupo. Leitura e debate do artigo científico: Administrar negócios internacionais: fatores contextuais e impactos sobre as organizações, de Antonio Vico Mañas; administrador. Mestre em administração. Doutor em ciências Sociais; pós doutor em administração. Progessor titular da PUC/SP.

TÓPICOS EMERGENTES DA ADMINISTRAÇÃO - 11MAR11

Professor Afonso,

Avaliações: 1º Bimestre: Prova valendo 8 e trabalhos em sala 2; 2º Bimestre: trabalho valendo 8 e trabalhos valendo 2 (Trabalho do segundo bimestre será de logística).

Ementa: Mercado de Capitais; Commodities; Derivativos; Sistemas de Informações; Certificações; Logística empresarial; Alianças estratégicas; Jogos empresariais; Teletrabalho; Empreendedorismo; Ética nas empresa.

Aula: MERCADO DE CAPITAIS (resumo)
O Sistema Financeiro Nacional é composto de Instituições responsáveis pela captação de recursos financeiros, pela distribuição e circulação de valores e pela regulação deste processo.

O Conselho Monetário Nacional - CMN, seu organismo maior, presidido pelo ministro da Fazenda, é quem define as diretrizes de atuação do sistema. Diretamente ligados a ele estão o Banco Central do Brasil, que atua como seu órgão executivo, e a Comissão de Valores Mobiliários - CVM, que responde pela regulamentação e fomento do mercado de valores mobiliários (de bolsa e de balcão).

Poupança - Parcela da renda não utilizada para consumo.

Investimento - Emprego da poupança em atividade produtiva, objetivando ganhos a médio ou longo prazo. É utilizado, também, para designar a aplicação de recursos em algum tipo de ativo financeiro. E espera-se:
❏ reserva para qualquer despesa imprevista e uma garantia para o futuro - SEGURANÇA;
❏ boa remuneração - RENTABILIDADE;
❏ esperança de ver crescer o capital empregado - VALORIZAÇÃO;
❏ defesa contra eventual desvalorização do dinheiro - PROTEÇÃO;
❏ oportunidade de associação com empresas dinâmicas - DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO;
❏ rápida disponibilidade do dinheiro aplicado - LIQUIDEZ.

Três aspectos básicos de um investimento:
❏ renda - variável ou fixa;
❏ prazo - variável ou fixo;
❏ emissão - particular ou pública.

Investimentos Imobiliários: Envolvem a aquisição de bens imóveis, como terrenos e habitações. Para a economia como um todo, entretanto, a compra de um imóvel já existente não constitui investimento, mas apenas transferência de propriedade. Os objetivos do investidor em imóveis são geralmente distintos daqueles almejados pelos que procuram aplicar em valores mobiliários, sobretudo no que se refere ao fator liquidez de um e de outro investimento.

Mercado de capitais: é um sistema de distribuição de valores mobiliários, que tem o propósito de
proporcionar liquidez aos títulos de emissão de empresas e viabilizar seu processo de capitalização.É constituído pelas bolsas de valores, sociedades corretoras e outras instituições financeiras autorizadas.


As empresas, à medida que se expandem, carecem de mais e mais recursos, que podem ser obtidos por meio de:
❏ empréstimos de terceiros;
❏ reinvestimentos de lucros;
❏ participação de acionistas.

Mercado primário: compreende nova entrada de ações no mercado.
Mercado secundário: No qual ocorre a negociação dos títulos adquiridos no mercado primário, proporcionando a liquidez necessária.

Principais títulos de renda variável: Título negociável, que representa a menor parcela em que se divide o capital de uma sociedade anônima.

O investidor em ações é co-proprietário da SA da qual é a acionista, participando assim dos seus resultados. As ações são conversíveis em dinheiro a qualquer tempo.

Ações ordinárias: participação no resultado da empresa com direito a voto.
Ações preferenciais: participação no resultado da empresa apenas.

Quanto à Forma:
Nominativas: Cautelas ou certificados que apresentam o nome do acionista, cuja transferência é feita com a
entrega da cautela e a averbação de termo, em livro próprio da sociedade emitente.

Escriturais: Ações que não são representadas por cautelas ou certificados, funcionando como uma conta corrente, na qual os valores são lançados a débito ou a crédito dos acionistas, não havendo movimentação física dos documentos.
Rentabilidade:  É variável. Parte dela, composta de dividendos ou participação nos resultados e benefícios
concedidos pela empresa, advém da posse da ação; outra parte advém do eventual ganho de capital na venda da ação.

Ativos Privados de Renda Fixa
Debêntures e Debêntures: Títulos emitidos por sociedades anônimas, representativos de parcela de empréstimo contraído pela emitente com o investidor, a médio e/ou longo prazos, garantidos pelo ativo da empresa.
Commercial Papers: Títulos de emissão de sociedades anônimas abertas, representativos de dívida de curto prazo (mínimo de 30 e máximo de 360 dias).

Letras de Câmbio: Emitidas por sociedades de crédito, financiamento e investimento, para captação de recursos para financiamento da compra de bens de consumo durável ou do capital de giro das empresas. São
lançadas na forma nominativa, têm renda fixa e prazo certo de vencimento.


Ativos Públicos de Renda Fixa

Bônus do Banco Central (BBC), Notas do Tesouro Nacional (NTN), Letras Financeiras do Tesouro (LFT) e Notas do Banco Central (NBC)
Atualmente, a execução da política monetária é feita pela colocação desses títulos nas instituições financeiras, por intermédio de leilões que podem ter periodicidade semanal.

Letras Financeiras dos Tesouros Estaduais - LFTE
Também denominadas Títulos da Dívida Pública Estadual. São emitidas para atender às necessidades de caixa e aos desequilíbrios orçamentários dos governos estaduais.

Letras Financeiras dos Tesouros Municipais - LFTM
Representam empréstimos municipais. São emitidas para que seja possível o financiamento de obras públicas.


Comissão de Valores Mobiliários - CVM:  é uma autarquia especial, vinculada ao Ministério da Fazenda, com a responsabilidade de disciplinar, fiscalizar e promover o mercado de valores mobiliários.

Bolsa de Valores: são locais que oferecem condições e sistemas necessários para a realização de negociação de compra e venda de títulos e valores mobiliários de forma transparente.


Sociedades Corretoras: são instituições financeiras, devidamente credenciadas pelo Banco Central do Brasil, pela CVM e pelas próprias bolsas, e estão habilitadas a negociar valores mobiliários em pregão.

BOVESPA

Mercado a Vista: No qual a liquidação física (entrega de títulos vendidos) se processa no 3º dia útil após a
realização do negócio em bolsa e a liquidação financeira (pagamento e recebimento do valor da operação) também se dá no 3º dia útil posterior à negociação, e somente mediante a efetiva liquidação física. A liquidação física e financeira é processada pela Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia - CBLC.


Mercado a Termo: Operações com prazos de liquidação diferidos, em geral, de trinta, sessenta ou noventa dias. Para aplicações no mercado a termo são requeridos, além do registro na CBLC, um limite mínimo para a transação e depósito de valores na CBLC — tanto pelo vendedor como pelo comprador —, utilizados
como margem de garantia da operação.


Termo em Pontos: Assim como na modalidade tradicional, o termo em pontos constitui-se na compra ou venda de uma certa quantidade de ações a um preço preestabelecido, para liquidação em prazo determinado, a contar da data de sua realização.


A Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia - CBLC: é a empresa responsável pela compensação, liquidação e controle de risco das operações realizadas na BOVESPA, nos mercados a vista e de liquidação futura, e pelo registro e controle das operações de empréstimo de títulos.